Joo Martins Pereira

6 de JUNHO a 2 de JULHO

Nas Caldas da Rainha, se há edifício que pode ostentar o título e a representatividade de ícone da cidade é o conjunto formado pelos Pavilhões do Parque. Trata-se também do edifício mais fotografado da cidade. Este conjunto arquitetónico é verdadeiramente um caso singular na identidade urbana, um edifício que se transcendeu a si próprio.

Chegou hoje a uma encruzilhada dramática, como se depreende das imagens cruas, num preto e branco propositadamente sóbrio, de João Martins Pereira. O fotógrafo leva-nos ao interior deste complexo para nos revelar a sua última metamorfose: o abandono, o vazio, os detritos, os sinais da degradação a que foi condenado no termo de um percurso de vida exuberante. Sente-se em cada fotografia a tensão do olhar, a surpresa contida, o alerta implícito de um cidadão com memória….

Não preciso de enfatizar como é imperioso e valioso cuidar do destino dos Pavilhões do Parque. É essa a interpelação que estas imagens aqui nos trazem.

João B. Serra

Historiador

 

 

Sala Afonso Cruz | Entrada gratuita

 


 

cmffpb