Exposições

AgendaMAIO Premio Mario Silva

 

 

Sala Zé Penicheiro

7 a 28 de maio

      


Sala Zé Penicheiro | Entrada livre

Horário:
Segunda a quinta-feira:
09h00 às 23h00
Sextas-feiras: 09h00 às 24h00
Sábados e feriados: 10h00 às 24h00
Domingos: 10h00 às 19h00

 

 
 

cartaz supoe web

22 de abril a 30 de maio
exposição de ilustração “Supõe…”, de Joohee Yoon
Em parceria com a Bruaá Editora.

 

Mmostra das ilustrações realizadas para o livro com o mesmo nome, com texto de Alastair Reid. JooHee Yoon trabalha regularmente para publicações como o New York Times e a New Yorker. Para além dos livros, publicidade e outros projetos, leciona ilustração e gravura na Escola de Design de Rhode Island, e dinamiza oficinas no estrangeiro. Vive atualmente nos EUA, mas gosta de viajar para novos lugares. 

 

Horário de visita:

Segunda a quinta-feira: 09h00 às 23h00
Sextas-feiras: 09h00 às 24h00
Sábados e feriados: 10h00 às 24h00
Domingos: 10h00 às 19h00

 

cae rodap

Gentes do Mar

Coro das mulheres de negro em frente ao mar imprensa web

 

 

Sala Afonso Cruz

Atmosferas e ressonâncias marítimas
12.03 - 22.05.2022

Sob o título “Atmosferas e ressonâncias marítimas”, expõe-se um conjunto de trabalhos, que têm como referência as atmosferas recortadas em imagens captadas no ambiente marítimo da Figueira da Foz. Partem da característica fundamental de todas as atmosferas: não são nem inteiramente objetivas, nem inteiramente subjetivas, mas situam-se na fronteira da natureza exterior com a mais profunda interioridade. Do espaço de mediação entre uma e outra, e da margem, da pausa, da distância habitada que se estabelece entre o olhar da fotógrafa e a escuta do poeta nascem estes ensaios foto-poéticos. Que são ensaios porque correspondem também a um jogo conceptual que emerge no intervalo entre a imagem e a palavra, procurando abrir o caminho para uma forma diferente de pensar poeticamente o ser da natureza e o ser humano. E são foto-poéticos porque, neles, os versos dançam ao ritmo das imagens, ao mesmo tempo que as fotografias dançam, serenamente, abraçadas às palavras. “Ensaios foto-poéticos”, em torno de “atmosferas e ressonâncias marítimas”. E num lugar muito específico: Figueira da Foz. Que pode ser, afinal, um lugar percorrido por muitos olhares.

Ficha técnica
Fotografias Elsa Margarida Rodrigues
Poemas João Maria André
Curadoria Atelier do Corvo
Impressão e molduras Foto RAF (Tondela)
Agradecimento José Tavares
Produção Centro de Artes e Espectáculos / Câmara Municipal da Figueira da Foz
Fotografias de Elsa Margarida Rodrigues e Poemas de João Maria André

Sala Afonso Cruz | Entrada livre
Horário:

Segunda a quinta-feira: 09h00 às 23h00
Sextas-feiras: 09h00 às 24h00
Sábados e feriados: 10h00 às 24h00
Domingos: 10h00 às 19h00

 

 
 

cartaz RAKO FINAL web

Sala 2 | Entrada livre

12 de fevereiro a 22 de maio

Com referências consistentes, dos anos 1960 até à atualidade, a exposição “Detalhes da Aventura” traça cinco décadas de criação do artista figueirense Rako, reunindo o crème de la crème da sua vasta obra (pintura, escultura, desenho, publicidade).
As suas obras servem de pretexto à materialização de uma ideia, onde o subjetivo e o objetivo estabelecem o seu ponto de incidência e de fusão, onde nada pode ser retirado ou adicionado. Cada detalhe torna-se signo.
Rako propõe-nos composições onde a vida, para melhor se afirmar, desvenda uma realidade até aqui desconhecida. É um passeio magistral por um labirinto de palavras e materiais, que faz o visitante dançar num ténue fio entre a memória e o esquecimento, o peso e a leveza.
A linguagem desenvolvida por Rako multiplica e cruza os mais variados padrões estéticos, num estilo ao mesmo tempo burlesco, cru e inquietante. Ao ampliar universos radicalmente diferentes, o artista quebra todas as categorizações, dogmas e proibições estabelecidas, e, por ironia, sequestra frequentemente uma sistemática paródia subversiva, objeto de sátira feroz.

entrada  livre

Horário de visita:
Segunda a quinta-feira:
09h00 às 23h00
Sextas-feiras: 09h00 às 24h00
Sábados e feriados: 10h00 às 24h00
Domingos: 10h00 às 19h00

 

 

 

cae rodap

Gentes do Mar

Jardim Interior CAE DSC 9074

a partir de 24 de junho

Jardim Interior | Entrada livre

No dia 14 de novembro de 2019 o freixo do Largo da Misericórdia - Páteo de Santo António -, com cerca de 300 anos de idade e classificado em 2009 pelo ICNF como árvore de Interesse Público (ICNF: n.º processo KNJ1/537), foi abatido por motivos de debilidade e de segurança pública, após decisão devidamente sustentada em pareceres e avaliações técnicas e com a concordância do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF).

Plantado há 300 anos em frente ao edifício do Convento, que hoje acolhe o Lar de Santo António, o freixo tornou-se uma árvore majestosa com uma forte presença no local onde era já carinhosamente designado de “Freixo de Santo António.” Em 2018, sucumbiu à tempestade Leslie.

Reconhecendo que esta árvore era uma referência daquele espaço e da memória coletiva dos figueirenses, representando um valor importante na história e no património local, o Município preocupou-se em perpetuar essa memória e o simbolismo a ela associado.

E porque as árvores não morrem, do “Freixo de Santo António”, o escultor Paulo Neves talhou as presentes esculturas: Santo António, São João, São Pedro e São Julião, quatro dos mais estimados Santos da Figueira da Foz, que permanecerão preservadas neste renovado jardim interior do CAE e que, pela sua originalidade, não serão indiferentes aos olhares de quem por aqui passa.

 

Horário:

De segunda a sexta-feira: 13h00 às 19h30
Sábados: 14h00 às 19h00
Domingos e feriados: Encerrado
Dias de espetáculo: até ao final do espetáculo

 

cae rodap

Gentes do Mar

 
instagram png instagram logo site

cmffpb