Exposições

OBRAS 4mesclas

 

 

Sala Zé Penicheiro

7 de julho a 4 de setembro

4 MESCLAS
Hans Varela, Nogueira de Barros, Artem_Usá e Nuno Confraria

"4 Mesclas" consiste na reunião de quatro expressões que, no seu todo, materializam uma exposição de Arte contemporânea. Nos domínios da Escultura e Pintura, os quatro artistas que compõem esta mostra valem-se dos seus reconhecidos atributos artísticos, na construção de todo um ambiente repleto de cor, formas, padrões e, acima de tudo, sentimentos.
Hans Varela explora a figura humana de forma sublime na Escultura; Nogueira de Barros e a sua técnica muito particular viaja habilmente pelo mundo do Abstrato; Artem_Usá, num misto de Abstrato e Figurativo, retrata diferentes motivos, enquanto Nuno Confraria e as suas complexas composições, num ambiente de Cubismo, concretiza diferentes histórias.
Através destes quatro movimentos, o público é, assim, convidado a sentir, interpretar e compreender o infindável espectro da Arte.

Sala Zé Penicheiro | Entrada livre

Horário:
Segunda a quinta-feira:
09h00 às 23h00
Sextas-feiras: 09h00 às 24h00
Sábados e feriados: 10h00 às 24h00
Domingos: 10h00 às 19h00

 

 
 

 

Cartaz Expo Um Projeto

Sala 2 | 1 de junho a 28 de agosto | Entrada livre

Um Projeto Com Memória

O local de implantação do Centro de Artes e Espectáculos foi determinante para a definição das suas características formais, moldadas no conjunto volumétrico, de grande sobriedade, que dignifica e valoriza o Parque das Abadias.

Numa perfeita simbiose do edifício com as Abadias, o cenário natural que a transparência do vidro transpõe para o interior, inunda-o de luz. Quer pela cor quer pela textura, todos os materiais estabelecem, de algum modo, uma relação única com a Figueira da Foz, eternamente conotada com a luz, o mar e o lazer.

A dicotomia interior/exterior impele à visita e a sentir o espaço que, na sua simplicidade formal, oferece cultura e convida à fruição. 


 Sala 2 | Entrada livre

Horário:
Segunda a quinta-feira:
09h00 às 23h00
Sextas-feiras: 09h00 às 24h00
Sábados e feriados: 10h00 às 24h00
Domingos: 10h00 às 19h00

 

 
 

Cartaz Expo luz

 

 

 

Sala Afonso Cruz

Sala 3 | Sala Afonso Cruz | 1 de junho a 28 de agosto | Entrada livre

Luz para as Abadias | Luz para as Abadias – 20 Anos Depois

Cartografia da Figueira da Foz do Mondego. Encontrei a Maria do Mar, o rio, o areal, a serra, o mar, o porto, a cidade, as pessoas, as Abadias. O título “Luz para as Abadias” incorpora o que o Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, projetado pelo Arquiteto Luís Marçal Grilo, trouxe para o Parque das Abadias. “Luz para as Abadias 20 anos depois” tenta reencontrar o território e as suas gentes, sendo o mar gerador de um grande estímulo para muitas pessoas que aqui vivem ou aqui regressam. Agradeço imenso a todos que me acolheram, que se deixaram fotografar e ajudaram nestas expedições fotográficas pelas terras e pelo mar da Figueira da Foz. 

Luísa Ferreira


Sala Afonso Cruz | Entrada livre
Horário:

Segunda a quinta-feira: 09h00 às 23h00
Sextas-feiras: 09h00 às 24h00
Sábados e feriados: 10h00 às 24h00
Domingos: 10h00 às 19h00

 

 
 

Jardim Interior CAE DSC 9074

a partir de 24 de junho

Jardim Interior | Entrada livre

No dia 14 de novembro de 2019 o freixo do Largo da Misericórdia - Páteo de Santo António -, com cerca de 300 anos de idade e classificado em 2009 pelo ICNF como árvore de Interesse Público (ICNF: n.º processo KNJ1/537), foi abatido por motivos de debilidade e de segurança pública, após decisão devidamente sustentada em pareceres e avaliações técnicas e com a concordância do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF).

Plantado há 300 anos em frente ao edifício do Convento, que hoje acolhe o Lar de Santo António, o freixo tornou-se uma árvore majestosa com uma forte presença no local onde era já carinhosamente designado de “Freixo de Santo António.” Em 2018, sucumbiu à tempestade Leslie.

Reconhecendo que esta árvore era uma referência daquele espaço e da memória coletiva dos figueirenses, representando um valor importante na história e no património local, o Município preocupou-se em perpetuar essa memória e o simbolismo a ela associado.

E porque as árvores não morrem, do “Freixo de Santo António”, o escultor Paulo Neves talhou as presentes esculturas: Santo António, São João, São Pedro e São Julião, quatro dos mais estimados Santos da Figueira da Foz, que permanecerão preservadas neste renovado jardim interior do CAE e que, pela sua originalidade, não serão indiferentes aos olhares de quem por aqui passa.

 

Horário:

De segunda a sexta-feira: 13h00 às 19h30
Sábados: 14h00 às 19h00
Domingos e feriados: Encerrado
Dias de espetáculo: até ao final do espetáculo

 

cae rodap

Gentes do Mar

 Partilhar Arte

spreads

ESCRITORES - Memórias e Olhares
Fotografias de Fernando Bento

Img Cat SUL SUL

SUL / SUL
Mário Tendinha

Esculturas de Rui Matos 

o luar da montanha suavemente ilumina
o ladrão de flores

Escultura de Rui Matos

 

conceicao ruivo

CR 50 Anos em Arte

Pintura de Conceição Ruivo

ribeirinho

De Cotovelos no parapeito...
Pintura de A. Ribeirinho

 victor costa

VICTOR COSTA - 40 Anos de Pintura
Emoções #7 – Fugas, Refugas

   

 

 

 

 

 

cae rodap

 
instagram png instagram logo site

cmffpb